Transformando a Crise em Oportunidade

Autor: Marcio Cerbella Freire

 

Coluna: Confiança Criativa nos Negócios

Entendendo crise como um momento de conjuntura desfavorável em que se vive situação anormal e grave, consequentemente de conflito, tensão ou transtorno, onde vivemos um processo de ruptura conjuntural e estrutural no funcionamento da organização, com a concomitante perturbação das normas e dos padrões que regem essa instituição, provocando importantes mudanças, podendo inclusive, afetar o a produção e a estrutura do negócio, torna-se necessário o enfrentamento dos novos desafios baseados  nos questionamentos e nas novas necessidades surgidas dessa situação.

Para passar por momentos como esse é importante que o comportamento dos líderes seja de resiliência, persistência, misturados com adaptação a mudança, auto crítica e uma pitada de criatividade. Conhecer a empresa internamente, analisar sistematicamente os resultados da empresa e as informações geradas pelo sistema de gerenciamento do relacionamento com o cliente (CRM) ajudará a encontrar respostas para entender quais circunstâncias levaram o negócio ao atual estado de coisas. Aproveitar essas informações analisando-as por outros ângulos, naturalmente leva a soluções inovadoras, que promovem  melhores resultados e em consequência novos caminhos. Situações de crise, por conter problemas com necessidade de solução, trazem a reboque oportunidades, uma vez que as mesmas saídas encontradas internamente podem ser usadas para atender necessidades dos clientes e portanto vender e faturar mais resgatando o negócio desses momentos.

Entendendo resiliência empresarial como a capacidade de passar por momentos adversos, dificuldades das mais variadas ordens, fazendo ajustes necessários e modificações no processo, mas mantendo as principais características e a essência do negócio, para que quando os fatores promotores da crise deixem de existir ela volte a ser o que era antes em termos de resultado agregando todas as experiências promovidas pelo enfrentamento das situações de crise, segue algumas dicas e sugestões para sair fortalecidos da situação desconfortável.

    1. Investir em educação, ou seja obter novas competências geradoras de oportunidade para o negócio.
    2. Realizar pesquisas internas de clima organizacional e eficiência dos processos e metodologias utilizadas.
    3. Investigar o mercado para entender como ele está, perceber que mudanças estão ocorrendo e como ele está se movimentando, ver o que tem de novo, que possa agregar valores ao negócio.
    4. Caso ainda não tenha desenhado a persona de seus clientes, busque informações e faça isso imediatamente, pois conhecer bem o perfil dos clientes vai ajudar muito na eficiência dos investimentos a serem realizados.
    5. Caso ainda não tenha um CRM, saiba que está perdendo dinheiro, se já tem, verifique se está adequado e se você está usando tudo que ele oferece, e então use.
    6. Estabelecer metas claras e relevantes, elaborando um plano de ação detalhado que possa ser monitorado sistematicamente.
    7. Procure por parcerias que possam ajudar a diminuir os custos da empresa, principalmente aquelas em que pode usar como base de troca, algum capital armazenado, que não precise de novos investimentos.
    8. Promova um ambiente saudável e colaborativo, mas acima de tudo otimista entre funcionários, sócios e demais participantes da empresa.
    9. Estabelecer medidas de economia mais que não promovam estragos emocionais nos colaboradores, lembre-se que eles são o maior capital que a empresa possui, e que suas sugestões podem inclusive ajudar na resolução dos problemas vividos.
    10. Depois de entender o mercado é hora de investir na atração, recuperação e retenção de clientes.
    11. Use a ajuda de especialistas em gestão inovadora de negócios, uma visão externa e focada pode trazer novos horizontes ainda não vislumbrados, além de trazer um ótimo custo benefício, evitando despesas em ações desnecessárias.
    12. Use sua rede de relacionamentos ao ser favor, lembrando que já existe um atalho circunstancial nessa ação.

Agora é colocar a mão na massa, traçado o caminho é preciso ação e persistência,  encontrar a confiança necessária para isso vem da certeza de que os passos e decisões foram tomados baseados em estudos e competências adquiridas, o esforço feito trará ainda experiências que tornarão a empresa forte e diferenciada das demais principalmente por saber usar quedas e dificuldades ao seu favor, transformando crise em case de sucesso.

Essa jornada resiliente com atitudes otimistas, é capaz de uma transformação inclusive  na qualidade de vida dos envolvidos, promovendo sorrisos e felicidade, além da elevação da autoestima do time, em consequência do sucesso obtido e da construção coletiva.

Comece agora a usar as dicas, aproveitando que descobriu que até a crise pode ser uma ótima aliada.

Kai, Ubuntu, Waka, abraços e sorrisos.

Obs.:

Kai: “Kai é vida ética, baseada em princípios de nunca fazer o mal, sempre fazer o bem e o bem a todos os seres.”

Ubuntu: palavra do dialeto de uma tribo africana que significa  “todos somos um” sugerindo uma ideia de humanidade e respeito nas relações.

Waka:  “fazer algo mesmo quando estamos andando”

 

Márcio Cerbella Freire é Diretor de Sorrisos da EMECF Educação Empreendedora, feliz, Master Coach, Analista de Sistemas, Pedagogo, Pós Graduado em Psicopedagogia e em Empreendedorismo e Inovação(UFF), Empreteco, Consultor, conteudista e instrutor credenciado do SEBRAE