Automação

Autora: Patrícia Carrasqueira

 

Hoje o assunto é automação. Aposto que você recebe muitos e-mails, WhatsApps, SMS automáticos, diariamente. Mas tenho certeza de que você não consegue identificar se todos são automáticos.

Nosso trabalho como SDR é automatizar sem que ninguém perceba. Muitas vezes um dos nossos escreve parte do e-mail personalizando com a conversa anterior neste sentido.

Na enquete que eu fiz há algumas semanas, algumas pessoas responderam que não contratam serviços de pré-vendas por considerarem “automatizar demais”.

O interessante é que isso é um paradoxo. Afinal, o que mais se fala hoje é de veículos autônomos, internet das coisas, indústria 4.0, agilidade e outros conceitos que se fazem presentes no dia a dia da população. Neste contexto as pessoas já não veem isso com estranheza. Assim como não estranham quando percebem que receberam uma mensagem automática bem feita, em cadência, como falamos. E te digo uma coisa: está cada vez mais difícil identificar. É possível. Pode ser bem feito.

Os redatores, copywriters, roteiristas e todos os profissionais que trabalham com textos, vem introduzindo discursos tão envolventes que parece que não é um robô que está enviando massivamente determinada mensagem. Lógico que como diz meu marido Rogério Carrasqueira “temos que fazer as coisas com parcimônia”, nada demais é bom, nem ligações de mais, nem e-mails demais, tudo tem que fazer sentido.

E, no final das contas, o importante é parecer não ser automático, sendo o mais automático possível. =) Fazendo a mensagem chegar para o máximo de pessoas possíveis, usando tecnologias que aumentem a produtividade e o deixe livre para pensar estrategicamente. Se a empresa de quem recebe a mensagem precisa, vai acender uma luz, ela vai te procurar, vai responder.

Na Sua Visita, temos humanos operando robôs, humanos escrevendo os textos e roteiros, humanos buscando oportunidades com potenciais clientes, no outro lado da linha telefônica e humanos como eu, claro, que como CEO, deve ter tempo e condições para pensar estrategicamente no meu negócio. Mais tempo para você especializar-se ainda mais, atualizar-se ainda mais, mais tempo pro que faz melhor.

 

Patrícia Carrasqueira – Representante de Vendas na Sua Visita

Comercial 4.0, o Que se Pode Automatizar, se Automatiza.

Autora: Patrícia Carrasqueira

 

O que uma máquina de refrigerante tem a ver com pré-vendas?

Imagine que você está com muita sede e sabe que precisa beber algo… Olha em volta e acha uma máquina de refrigerantes.

Você vai até ela…

Chegando, você fica sabendo que, além de 4 opções de refrigerante, pode comprar água, também. Que é a primeira opção para, de fato, matar a sede. Não é mesmo?

Para decidir, você pondera algumas coisas:
– O que eu quero/preciso comprar?
– Quantos ml tem cada produto?
– Quais os preços dos produtos?
– Eu tenho o dinheiro suficiente na carteira?
– Aceita débito?

Na máquina, estão algumas respostas, como preços, ml de cada produto e formas de pagamento possíveis.

Mas a máquina também conta com uma super propaganda da Coca-Cola e você conclui que, entre todas as opções, é ela que vai matar a sua sede.

Moral da história:
Pré-vendas é isso! Juntamos a sede com a vontade de beber e colocamos pessoas dispostas a consumir seu produto/serviço, sabendo que é a sua solução que ela precisa.

E o legal é que eu tenho uma máquina de pré-vendas para te mostrar.

ESTAR NA MENTE DO CLIENTE é muito importante. A automação ajuda a colocar A SUA MARCA no topo, em vermelho e com luz neon!

Me conta, você automatiza seu processo de vendas?

 

Patrícia Carrasqueira  – Representante de vendas na Sua Visita